Eclipse

Eu tive um sonho e era tão real Em que o amor sobrepunha o mal Do qual padeço e que quero vencer A dor de amar e não poder te ter Tinha uma caixa de fantasia Era grande, mas estava vazia O meu destino é triste sem você E o céu azul começou a escurecer […]

Escreve-me

Escreve-me! Ainda que seja só Uma palavra, uma palavra apenas, Suave como o teu nome e casta Como um perfume casto d’açucenas! Escreve-me! Há tanto, há tanto tempo Que te não vejo, amor! Meu coração Morreu já, e no mundo aos pobres mortos Ninguém nega uma frase d’oração! “Amo-te!” Cinco letras pequeninas, Folhas leves e […]

Soneto da tarde

Linda sereia morena Que todas as tardes se banha Nas águas do mar, logo se assanha Quando me vê e acena De longe contemplo bem A bela sereia nua Que com toda lábia sua Me faz ao mar refém Não resisto, vou em frente Hesita e me fisga, resolve Tal qual peixe em anzol Me […]

Soneto do pé de acerola

Oh! Árvore ingrata Da qual cuidei com carinho Curei todos seus males E me feres com espinho Quando te espero resposta Seus frutos para meu vinho Só tenho folhas no chão Pé egoísta e mesquinho Cortar-te-ei todos teus galhos Secar, irei deixá-los Para fogo eu atear É isso mesmo, mulher, que farei Para não mais […]