Fim de temporada

Se a nossa vida fosse como um seriado, onde cada ano é uma temporada, poderia dizer que 2012  foi a mais fraca delas. Os últimos episódios servem de resumo. Na verdade, foi um ano em que não fui protagonista da minha própria história. Felizmente esta temporada está chegando ao fim.

O melhor que posso levar dela são lições para a próxima. Que minha personagem seja mais egoísta e menos ingênua. Que tenha aprendido de uma vez por todas que a maioria das pessoas querem algo em troca de tudo ou mesmo sem dar nada. Que não se relacione com quem não te pergunta as coisas, mas prefere saber de ti pelos outros ou te abandone sem motivos.

Quero acumular novamente as funções de roteirista e diretor, cortar o núcleo nocivo e manter o agregador. Quero novas locações, novas cenas de ação e romance. Tudo o que não teve na apagada atual temporada.

Em 2012 perdi o rumo, dinheiro, tempo e dignidade. Virei um mendigo de atenção. Em 2013 não quero esmolas, também não quero ir às forras. Quero e terei aquilo que for para mim de forma justa. A dor da última humilhação acabou se tornando o melhor motivador para levantar e ir à luta, buscar as garantias, renovar o contrato com a produtora. Essa temporada foi pior que o especial de natal do Star Wars. Vamos ver se pelo menos a Season Finale dá o tom de mudança para melhor.